sexta-feira, junho 18, 2010

Que mulher és tu?

A. P.

Que mulher és tu?

Com um simples olhar
Fazes o tempo, voltar

Que feitço é esse?

Pensei que tinhas morrido
Mas és pessoa que vive e morre
A cada olhar

Será que o luar se prendeu,
pelo verde do teu olhar?

Pensei que depois de ti,
podia Amar...

Pensei que o mundo era lugar
Onde não te podia reencontar

Avis, que vila é essa,
onde te escondes?

Tudo me levaram
Apenas os beijos me deixaram

Que noite foi aquela?
Passaste e o teu olhar ficou...

Pensei que depois de ti,
podia Amar...
Hoje sei que a mim me enganei
O teu céu apenas brilha uma vez
E eu não sei viver, sem ele...


Pedro Lopes (Direitos Reservados)

sexta-feira, junho 11, 2010


Hoje em dia, o verdadeiro Amor tornou-se algo tão raro. Que apenas sobrevive nos sonhos dos poetas, e no coração de meia duzia de mortais. (Pedro Lopes)